Repis, a hora é agora

Recurso ajuda praticar menores valores do que os pisos salariais

O prazo de adesão ao Repis (Regime Especial de Piso Salarial) foi adiado. Mais do que ganhar tempo, é importante entender o quanto esse recurso ajuda a sustentabilidade financeira das empresas, especialmente para as de pequeno porte. E, principalmente, agora na fase da pandemia e que os empresários começam a pensar na retomada das atividades. Por isso, você precisa dele neste momento.

Para ajudar a categoria, o Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC) vem difundido essa campanha junto aos seus associados, jurisdicionados e empreendedores em geral. Há prazos diferenciados por cidade para adquirir o benefício. Fique atento! 

O Repis é obrigatório para praticar o menor piso, inclusive é solicitado em homologações, é passível de autuação pelos órgãos de fiscalização do trabalho e pode ser objeto de passivos trabalhistas.

O Repis prevê a aplicação de um piso diferenciado, o que possibilita uma economia na folha de pagamento de até 20%. Além de evitar demissões por questões de ordem econômica, o regime é uma oportunidade de crescimento para os negócios, mais segurança para planejar e alongar a expectativa de vida.

Como fazer – Para a implantação do Repis, a empresa precisa participar de um processo bem simples e formal. Basta o empresário preencher um requerimento solicitando a simples adesão ao sistema. Veja e acesse no destaque do site www.sehal.com.br para preenchimento do formulário. O sistema emitirá uma certidão. Outras informações podem ser obtidas também pelos e-mails sehal@sehal.com.br e financeiro03@sehal.com.br. Ou pelo telefone 4994-2866.

Wilson Bianchi, presidente em exercício do Sehal.

 

ATUAL IMAGEM COMUNICAÇÃO
Fale Conosco | (11) 4332-9697
contato@atualimagemcomunicacao.com.br

Atendimento à Imprensa
Niceia Freitas | (11) 99849-1965

Facebook